Site Meter Ame Design - amenidades do Design . blog

4.8.15

Gurafiku - Design Japonês












Raramente temos a oportunidade de ter contato com a abordagem oriental gráfica, principalmente por conta das diferenças culturas de linguagem. Uma alternativa, mesmo que não seja executada por um japonês, é "folhear" o levantamento desta pesquisa visual acerca da história do design gráfico no Japão Gurafiku, feita pelo estudante de design de Chicago Ryan Hageman. O legal é que ele separou as tags em poster, ilustração, cartaz de filme, tipografia, designers mulheres e designers fora do Japão, além de separar por década e por nomes japoneses reconhecidos. Também traz as organizações de design gráfico japonês e os museus e galerias. Vale a visita!







Tem também o manifesto Néojaponisme que, se não é feito por japonês pelo menos os autores moram por lá, tenta debater o novo/velho, underground/overground, ocidente/oriente: Japão como internacional, Néo-Orientalismo/Néojaponismo. Admito que não fiquei lendo todo o site, mas as categorias apresentadas me pareceram interessantes para um debate, de qualquer forma. Afinal, imagens transmitem muito de sua cultura e pode ser uma possibilidade muito interessante analisar certas categorias a partir destas.

































Para quem quer mais um pouquinho de inspiração do outro lado do planeta tem um flickr com inspiração arquitetônica de lá clicando aqui.



15.7.15

Selos alemães da década de 60

Branca de Neve

Nesta postagem trago selos postais da década de 60, todos com temas de fábulas e contos infantis, que encontrei neste blog que, apesar de estar escrito em inglês, tem uma estética do folclore alemão. Fica a inspiração pelo uso das formas, cores e composição das ilustrações.

Pena não ter mais informações para passar para vocês, mas em minhas buscas encontrei uma coisa linda para quem se interessa por contos infantis da cultura alemã :) Um compilado destinado para a aprendizagem de línguas e estudos literários com várias das histórias alemães do século 19! Admito que, algumas, eu conheci ainda pequena apresentadas pela minha avó <3

Bela Adormecida

Chapeuzinho Vermelho


O lobo e os sete cabritinhos

30.6.15

Geometria em movimento



A animação geométrica que o peruano Carlo Vega fez com o audio de Chilly Gonzales teve como inspiração inicial as postagens do Geometry Daily e deu aos traçados nova vida :)

21.6.15

Monte você mesmo o seu sapato



Pikkpack (nome de um jogo húngaro que significa "um pedaço de bolo") vem como um kit faça-você-mesmo contendo uma peça plana de couro de alta qualidade que você pode transformar em uma peça 3D de seu próprio vestuário com as suas mãos! Criado pela designer Sara Gulyas, e viabilizado por financiamento coletivo, o kit permite que os usuários personalizem seu produto usando o cadarço de amarração lateral na cor desejada e, desta forma, construindo uma conexão mais pessoal com o produto. Interessante e curioso :) Vendido clicando aqui.











Abaixo o video que foi da campanha, bem sucedida, no Kickstarter que vocês podem ver conferir clicando aqui.


10.6.15

O Futuro do Design



Esta postagem é para abrir a mente e levantar pensamentos :)

Começamos com uma visão atual e um projeção de um futuro próximo: um "produto" hoje raramente é apenas físico e as expectativas do consumidor para estes produtos são de experiências significativas, maiores do que nunca. O desafio para os designers é trazer empatia e sensibilidade para o seu trabalho, independentemente das ferramentas e tecnologias à sua disposição. O bom designer será o bom "tradutor" das expectativas em uma "entrega" de uma experiência. Ai entram questões mais elaboradas e muito mais importantes além da simples polêmica simplista sobre desenhos de marca e uso de softwares. Devemos abandonar o simples debate técnico e adotar um pensamento holístico.

Segue importante trecho traduzido e adaptado do video acima:

"Vemos muitos ensinamentos sobre 'o que' e 'como' e o 'porque' parece ter ficado de lado, sido negligenciado, mas é a habilidade mais importante. Entender os aspectos contextuais é muito importante não apenas para determinar o que projetar, mas principalmente porque projetar [...] as pessoas consideram o profissional de design um criativo "solucionador de problemas", mas ser designer também é sobre 'colocar as coisas no mundo', em um mundo de pessoas, culturas e relações sociais."




Este mundo de pessoas se tornou um mundo de expectativas que são vendidas e devem ser entregues. Isso significa que o desafio para as organizações grandes e pequenas é a mesma: criar melhores experiências e aprofundar as relações com os consumidores, diminuindo a lacuna entre a expectativa (promessa) e a experiência do consumidor (entrega).





Aqui nesta conversa se encaixam perfeitamente os novos dispositivos 'wearables', roupas e acessórios que incorporam tecnologias de eletrônica e computação avançados.  Não podemos ignorar as possibilidades, os usos potenciais mas também a especulação e os caminhos da computação incorporada em objetos de nosso dia-a-dia. Alguns exemplos são as iniciativas do Nike FuelBand e do Google Glass.

Afinal as tecnologias estão se transformando e ao longo dos anos e, em breve, dispositivos poderão ser levados como partes integrantes de nossas roupas e corpos sendo projetados para usarmos quase sem pensar. Acho importante  lembrar que em muitos casos estas tecnologias podem não ser apropriadas pelas pessoas como elas foram projetadas. Muitos de nós e, principalmente, as novas gerações não serão passivas em relação a estas tecnologias encontrando novos usos para as mesmas ou até mesmo negando-se a incorpora-las em seu dia-a-dia. Sabemos que apenas uma pesquisa empírica, em cada cultura, poderá nos revelar tais fatos. Um bom exemplo para este debate é como o Google Glass foi recebido pelas pessoas quando estava em teste. A questão se desenrolou pra a aplicação da tecnologia em lentes de contato. Ai temos muito debate acerca de ética nos usos destas novas tecnologias e direito a privacidade. Mas o que vale é pensar e debater! Como é que a tecnologia "de vestir" (wearable) se encaixa em nossas vidas diárias? É uma tendência passageira, ou o futuro da computação? Será que viraremos seres híbridos? :)

Ficam aqui questões em aberto: sintam-se a vontade para comentar abaixo e aproveitem os videos que são excelentes para pensar!

Esta postagem foi inspirada por uma super dica da Mabel Lazzarin.

1.6.15

Embalagem de Pizza que vira projetor de filmes





Boas idéias de reaproveitamento de embalagem são sempre bem vindas: além de alongar a vida útil do material evitando que se torne um resíduo imediatamente, também cria momentos de experiência afetiva com a marca que o propõe e ainda inspira outras marcas a fazerem o mesmo.  Pois é disto que se trata a idéia da Ogilvy & Mather Hong Kong junto com o pessoal da Reed Collins, que traz em uma embalagem a experiência da noite perfeita com pizza e filme :)

Essa é uma caixa de pizza diferente, mas de projeto simples ao mesmo tempo, a Blockbuster Pizza Box vem com uma pequena lente de aumento para ser embutida. Basta remover o orifício picotado, encaixar a lente que vem de brinde e usar o suporte, que evita que a pizza seja danificada no transporte, para posicionar perfeitamente seu smartphone dentro. Com estes passos simples a  embalagem se transforma em um verdadeiro projetor de cinema, ampliando a imagem na sua parede!

O consumidor pode escanear códigos ao lado da caixa da pizza para desbloquear filmes exclusivos para assistir enquanto saboreia sua pizza. Esta bela idéia é um projeto de e em Hong Kong, ok? Mas podemos nos inspirar e admirar a bela idéia dos 4 modelos diferentes de caixas, muito bem ilustrados em apenas duas cores.
















Abaixo posters da campanha com as belas ilustrações de cada embalagem. Excelente projeto e uma bela experiência com certeza :)



Tem mais outra boa idéia de experiência com embalagem de pizza e outra que dispensa o uso de talheres na hora de comer a pizza.

27.5.15

O design amarrado de Anton Alvarez














Em vez de usar pregos ou parafusos para montar suas peças de mobiliário, o designer Anton Alvarez criou "The Machine Wrapping Thread" para si mesmo, uma máquina onde ele une materiais diversos com fios cobertos com cola.

Anton construiu a primeira versão da máquina em 120 dias, durante o seu primeiro ano de faculdade em Konstfack(Estocolmo). A documentação de sua série de experiências efetuadas durante esses 120 dias com registro de materiais, idéias e métodos diferentes resultando no livro 120x120 que vocês podem conferir clicando aqui. O designer uniu conhecimentos diversos, os quais resultaram neste processo e resultado: em sua biografia aparecem estudos artes plásticas e aprendizagem de carpintaria.







Usando sua máquina de "envolvimento em fio"Anton combina materiais que muitas vezes exigem técnicas de montagem mais elaborados. Madeira, aço, plástico ou tijolos podem ser unidos. Além de compor a estrutura, o segmento em fio e cola é também o padrão decorativo que dá forma e cor não apenas a objetos, mas também a espaços.

O designer já chegou a criar 180 lugares para um jantar de caridade que tinha o objetivo de promover a venda de obras de artistas emergentes e doá-los a coleções públicas. Abaixo a engenhoca em funcionamento!













Uma excelente idéia para reaproveitar materiais diversos e transformá-los em novos objetos com novos usos :) Dá para acompanhar as peças do designer por sua página no facebook clicando aqui.