Site Meter Ame Design - amenidades do Design . blog

27.11.14

Identidade dinâmica







Os designers Daniel Brox Nordmo e Kristine Gulheim fizeram um projeto de redesenho da marca da própria universidade Oslo e Akershus University College sob o tema "Moda e Produção". A partir do pensamento de que a moda está sempre mudando, os estudantes optaram por usar esta percepção como inspiração principal e como estratégia para refletir isso na identidade visual desenvolvida.



O símbolo principal consiste no nome e uma grade formada por 25 pontos. Estes pontos são usados ​​como uma base para conectar linhas e criar a oportunidade para uma gama de diferentes variações. A intenção também era permitir a interação e personalização da marca através da costura usando os pontos como referência e assim, também, trazer uma experiência sensorial para a marca.









Curtiu esta abordagem de identidade visual mutante? Projetos como este também são chamados de "moving brands", como o projeto do Moscow Design Museum que você pode conferir clicando aqui.

26.11.14

Um projeto aberto de brinquedo...



Olha essa proposta interessante, divertida e interativa que pode ajudar de diversas formas na educação, diversão e alimentação de muitas crianças pelo  mundo afora :) O projeto OpenToys transforma vegetais e frutas em brinquedos, com peças feitas em impressão 3D que você pode baixar e "imprimir"!



Um projeto divertido que transforma qualquer objeto em "brinquedos abertos", dentro da lógica do open design. Criação da Le FabShop, o projeto aberto de brinquedos nasceu em 2013 durante um workshop para o Domaine de Boisbuchet, dirigido pela designer espanhola Patricia Urquiola.

Samuel N. Bernier (Diretor de Criação da leFabShop) começou a reutilizar restos de cortiça e madeira para fazer brinquedos, graças à impressora 3D que ele tinha trazido no local. Seis pequenos acessórios foram então criados para transformar qualquer objeto em carro, avião ou helicóptero.







Foi, por acaso, durante a colheita do jardim, que veio a idéia de substituir madeira e cortiça (difícil de perfurar sem ferramentas) por frutas e legumes. O projeto foi concluído nove meses depois por Thomas Thibault, um estagiário da equipe de Samuel no estúdio criativo leFabShop em Paris. Thibault é o criador do foguete e do submarino adicionados à coleção.

O projeto Open Toys (Brinquedos em aberto) foi apresentado ao público pela primeira vez em outubro, durante um workshop na Autodesk Pop Up Gallery, em Paris. As crianças presentes no evento ficaram apaixonadamente transformando batatas, berinjelas, cenouras e pepinos em ônibus espaciais, carros de corrida e barcos. Praticamente um Mr. Potato Head da era da fabricação digital em 3D :)









O melhor de tudo é que o pessoal da Le FabShop deixou para download gratuito toda a série Open Toy para as principais plataformas de impressão 3D: YouMagine, Thingiverse, e Cults3D e Instructables. A intenção é de que os membros dessas comunidades contribuam para ampliar a gama de OpenToys através da criação de novas peças.

Super dica da Andrea Bandoni do projeto Objetos da Floresta

22.11.14

Toda a beleza da natureza inspirando Moda







Grace Ciao, uma estudante de Cingapura, cria lindos desenhos de moda de forma bem criativa e poética :) a partir de pétalas de flores. Uma bela alternativa ao lápis, tinta e tecido e à ilustração tradicional, as pétalas trazem aos esboços formas e tons únicos aos vestidos criados.

Apaixonada por moda desde menina, Grace já fazia vestidos para suas bonecas Barbie usando sucatas dadas por sua avó. A designer de moda começou a usar pétalas por acaso, quando notou que uma rosa vermelha recebida de um rapaz estava murchando: "Lembrei-me de como a flor costumava ser bonita, e queria "preservar" esta beleza. Então eu fiz ilustrações de moda com elas".








Grace diz que suas flores favoritas para trabalhar são as que possuem vários tons, como lírios e cravos. "Eles me ajudam a criar impressões que eu, de outra forma, não poderia ter pensado", disse ela, acrescentando: "Eu acho que pétalas funcionam muito bem para ilustração também porque a sua delicadeza e seu requinte imitam as características de um tecido leve e macio."



















Até a salada ficou charmosa nas mãos de Grace Ciao. Pura inspiração!!




Gostou? Pois é, as idéias estão por todos os lados, precisamos saber enxergá-las! Tem mais boas idéias com flores e folhas para inspirar a todos!

via

20.11.14

Women: Hall of Femmes do Design

Ruth Ansel

Trago aqui uma contribuição de Adélia Borges a nossa seção Mulheres do Design: o site Hall of Femmes é um projeto iniciado em 2009 que traz o trabalho de mulheres de destaque nas áreas de direção de arte e design.


Tomoko Miho

O site Hall of Femmes inclui palestras, exposições, entrevistas, podcasts e a publicação de uma série de livros, cada livro retrata uma designer e seu trabalho por meio de entrevistas em profundidade e imagens inéditas.

O projeto começou como um desejo pessoal de duas designers em encontrar modelos femininos em design gráfico, um campo em que a contribuição das mulheres para o desenvolvimento da profissão é pouco documentada. Angela e Samira viajaram várias vezes para Nova York para se encontrar com algumas das gigantes do sexo feminino do mundo do design. As conversas giram em torno do trabalho e das oportunidades de carreira, sobre orientação e como é ser uma mulher no mundo do design. Essas conversas foram transformadas em uma série de livros. O primeiro livro, sobre Ruth Ansel, publicado em 2010, foi seguido por sete livros adicionais: Carin Goldberg (2010), Lillian Bassman (2010) e Paula Scher (2011), Tomoko Miho (2013), Janet Froelich (2013), Lella Vignelli, (2013) e Bloggboken (2013, em sueco).

Em 2013, Hall of Femmes produziu uma conferência de design de dois dias, com palestrantes de destaque do mundo das artes visuais, design, comunicação e moda, realizada no Moderna Museet, em Estocolmo.

Paula Scher


Outro projeto de mesma intenção é o site Women of Graphic Design , dica de Julia D'Alkmin: projeto focado em expor as contribuições das mulheres em design gráfico e explorar as questões de igualdade de gênero na educação fornecida por instituições de design.





Dá para acompanhar ambos projeto pelo facebook curtindo Hall of Femmes e Women of Graphic Design :)