Site Meter Ame Design - amenidades do Design . blog: Bate papo com Evelyn Grumach

10.8.09

Bate papo com Evelyn Grumach

Trago mais um grande nome do design brasileiro e uma das nossas grandes mulheres do Design, Evelyn Grumach para mais um delicioso bate-papo com o Amenidades do Design.Com lindos trabalhos se mostrou super receptiva ao nosso convite e nos presenteia com suas sábias palavras... :-) Aproveitem!




Quando e como surgiu seu interesse pelo design gráfico? Como foram suas primeiras experiências na área? Houve algum tipo de resistência do mercado de trabalho por ser uma mulher?
Evelyn Grumach... Sempre me interessei por arte e o design gráfico veio quando comecei a procurar uma profissionalização em artes aplicadas. Nesta época, início dos anos 70, a profissão de designer (desenhista industrial ou programador visual) mal existia institucionalmente e era misturada com artes gráficas, publicidade e arquitetura (que também me interessava). Descobri que existia a ESDI Escola Superior de Desenho Industrial, me informei e pronto, tinha feito a minha escolha.


Minha primeira experiência logo no primeiro ano da faculdade foi no SENAC, que tinha um departamento de Programação Visual (assim chamava-se esta especialidade). Desenvolviamos peças gráficas de apoio aos cursos profissionalizantes. Em paralelo fiz alguns trabalhos free-lancers para empresas, nas áreas de embalagens, identidade visual e sinalização. Logo em seguida fui trabalhar no escritório do Aloisio Magalhães onde fiquei por 4 anos, até 1977. Lá pude entrar em contato e desenvolver trabalhos de grande porte. Em seguida fiz uma parceria com Heloisa Faria e ato seguinte, junto com Ana Luisa Escorel fundamos o escritório A3 Programação Visual e Desenho de Produto. Este escritório durou 16 anos, desenvolvendo muitos trabalhos e participando do crescimento e estabelecimento da atividade no Rio.


Em seguida, desfeita a sociedade, iniciei em abril de 1997, o EG.Design, que hoje tem como sócia Carolina Ferman. Em 2002 comecei a dar aulas na PUC.





Quais são sua maiores influências no design? Quais nomes do Design você admira?
Evelyn Grumach... Paul Rand, Müller-Brockman, Milton Glaser, Aloisio Magalhães, foram importantes na minha formação. Atualmente, além destes citado, admiro muito o trabalho de John Maeda, Karel Martens, Ed Fella,...




Consideramos você um dos grandes nomes de Mulheres do Design Brasileiro. Fale um pouco sobre seu trabalho, seu caminho vitorioso e sobre os seus diferenciais frente ao mercado brasileiro de design.
Evelyn Grumach...Super obrigada pelo elogio.... Mas é sempre curiosa esta divisão entre homens e mulheres do design ou em qualquer área. O caminho profissional que trilhamos não se divide desta maneira, necessariamente. Não buscamos um lugar que está aberto simultaneamente para os generos mulher ou homem, mas um espaço na atividade. Ser mulher não foi uma qualidade, tampouco um diferencial. Mas certamente numa sociedade que ainda descrimina a atividade produtiva feminina da masculina, é possivel que algumas oportunidades tenham sido perdidas. E, o que voce considera "caminho vitorioso" seja talvez somente resultado da soma de interesse com insistência e obsessão. Teimosia também...




Como professora de Design gráfico na PUC-Rio, como você avalia as influências do ato de ensinar no seu trabalho?
Evelyn Grumach...Todo o professor tem uma imensa responsabilidade perante seus alunos. Não só pelo que representa institucionalmente, mas também pelas posições que assume ao transmitir o conhecimento que acumulou com a vida. Mas o mais interessante é quando não sabemos, quando surge algo novo! Interagir com o aluno, ouvir suas contribuições são fundamentais, enriquecem a dinamica.




Qual o papel da web na sua empresa? Como essa mídia moderna interfere ou interage com os seus negócios?
Evelyn Grumach...Bom, basicamente a web oferece o contato com o mundo, com a informacão e com o tempo real. Muitas vezes é cruel pois se espera que estejamos à postos 24 h por dia, 7 dias por semana e que nossa resposta seja imediata a qualquer demanda. Mas, este é o mundo que vivemos e temos que saber determinar (e arcar) com os limites que permitimos ou aqueles que fechamos.
Como objeto de meu trabalho, meu escritório atende a clientes na construção de seus sites, maillings e qualquer tipo de comunicação eletrônica.




Qual conselho você daria ao designer que está entrando no mercado de trabalho agora?
Evelyn Grumach...Conselho é ruim de dar e poucos gostam de receber...
Mas envio um ...
Devemos ter muita atenção para não nos iludirmos com a superficialidade do conhecimento. O que hoje pode parecer suficiente para resolver algumas questões, num futuro próximo se tornará insuficiente, rasteiro. Conhecer é aprender sempre, a cada dia com cada coisa. O mundo é ágil, rápido e muitas vezes predador. Portanto, ter também uma postura coerente consigo, com seus pares e com a sociedade torna certos objetivos mais claros, portanto mais possíveis de alcançar.

2 comentários:

  1. essas entrevistas são muito bacanas!
    é uma forma mais "facil" da gente se aproximar de pessoas como ela!!!^^

    abs e obg

    ResponderExcluir
  2. Também adoro as entrevistas! Está sendo muito bom pra mim, que estou entrando agora no mercado de trabalho, poder escutar as palavras de profissionais com mais experiência e conteúdo. =D

    ResponderExcluir